atividades-associadas-formativas.png
23 à 29 de outubro (terça à segunda-feira):

Letra na Caixola - Leituras Dramáticas e Improviso

 

A proposta conta com 12 apresentações dirigidas pelo mestre Zé Regino. O projeto valoriza classicos da literatura internacional e mistura leituras dramaticas e poeticas com pitadas de improviso.

 

Ficha Técnica

Direção: José Regino

Produção Executiva: Guylherme Almeida

Elenco: Elisa Carneiro, Felix Saab, Luh Gomes e Lupe Leal

29 de outubro (terça-feira):

Academia Itinerante do Riso

 

A Academia Itinerante do Riso propõe 03 (três) oficinas gratuitas com profissionais respeitados da Cena Brasiliense. A proposta contempla as seguintes ações:

 

1. CRIAÇÃO DE NÚMEROS E CENAS CÔMICAS COM JOSÉ REGINO

2. TÉCNICAS DE IMPROVISO COM FÉLIX SAAB;

3. HUMOR FÍSICO COM ELISA CARNEIRO.

 

Ficha Técnica

Oficineiros: Elisa Carneiro, Felix Saab e José Regino

Produção Executiva: Guylherme Almeida

 

Local: CEU das Artes do Recanto das Emas

27 de outubro (sábado):

Oficina de Contação de Histórias com José Regino

 

Já é sabido por muitos, que a palavra decorar vem do latim cor, e que significa “coração”. Em épocas antigas, o coração era considerado, entre outras coisas, a sede do conhecimento no corpo humano. Saber “de cor“ equivale dizer: saber pelo coração.

 

Contar Histórias fortalece os laços afetivos, aproxima emocionalmente, estabelece cumplicidade, amplia a confiança o carinho e o auto conhecimento.

 

Contar uma história pode ser entendido como o ato de entregar a alguém, algo que estava guardado dentro do nosso coração. É com esse sentido que nós do LETRA NA CAIXOLA, vem investigando os elementos que envolvem a “arte de contar histórias”.

 

Número de vagas: 20

 

Local: Salão Comunitário do Riacho Fundo

Público alvo: Mães, pais, professores, atores, cuidadores e pessoas interessadas em compartilhar experiências de vida.

encontro-arte-educadores.png
23 de outubro às 9h30 (terça-feira):

Práticas de Proximidade: Escola e Teatro

 

O Fundão  nasce com o intuito de formar agitadores culturais  proporcionando o contato entre professores, artistas e o público - que ofereçam oportunidades de conhecimento das temáticas abordadas nas obras artísticas do festival, além de ampliar a rede de relacionamentos entre profissionais de diferentes áreas.

23 de outubro às 10h30 (terça-feira):

O Espectador de Amanhã

 

O foco desse debate será estratégias de mobilização de plateia e como as instituições de ensino podem ser decisivas no perfil do espectador(a) de amanhã. Professores, publicitários, estado, artistas, produtores e empreendedores culturais são convidados essenciais para o debate e compartilhamento de experiências.